Os frutos do sofrimento na vida de Adoniram Judson

Chun Chung
série Meditações missionárias

DIA 8 – Leia: 1 Crônicas 16.23-34

1. O que aconteceu para Davi entoar esse cântico?
2. Por que neste evento as nações e os povos são mencionados?
3. Qual Salmo é paralelo a este texto?
4. Quais diferenças entre este texto e o texto nos Salmos?
5. Que evento histórico é mencionado no verso 7?
6. Davi odiava as nações? E as inimigas?
7. Qual o motivo das nações serem abençoadas de acordo com o verso 34?
8. Qual outra lição no texto você tira para sua vida?


adoniran_judsonQuando os filhos do sumo sacerdote Eli perderam a arca da aliança para os filisteus, o sentimento do povo era de grande desespero, pois este artefato simbolizava a presença de Deus com eles. A sua recuperação se dá muitos anos mais tarde quando Davi era rei em Israel. A alegria de Davi e do povo era tamanha que acabou extrapolando os contornos da nação de Israel e alcançando as nações e os povos em seu cântico. A visão que Deus dera a Davi era das nações todas virem e louvarem o único Deus vivo abandonando seus deuses. Adoniram Judson foi o primeiro missionário norte americano a cruzar oceanos para levar aos confins da terra a salvação do SENHOR. Ele, como Davi, entendia que a salvação do Senhor deveria extrapolar todas as fronteiras, especialmente aos lugares mais remotos e hostis.
Em 1813, Judson desembarcou em Burma onde hoje é conhecido como Myamar, um país em guerra com perseguição ferrenha e intolerância a qualquer tipo de religião estrangeira. Apesar das hostilidades, Judson permaneceu naquele país por 38 anos. Davi ,que ficou entre os filisteus por 2 anos, fingindo-se de louco quando Saul o perseguia, inclui também esse povo no seu cântico.
Judson passou por muito sofrimento e ele entendia que se a semente não caísse no solo e morresse não iria germinar. Em seus sofrimentos ele completou os sofrimentos de Cristo (Col. 1 24). No campo missionário passou por cólera, malária, calor acima dos 40 graus, aprisionamento, torturas, ficou viúvo 3 vezes e os seus 3 filhos que teve com a primeira esposa morreram na infância. Na ocasião sua esposa disse: “Nossos corações estavam ligados a este filho; sentimos que ele era nosso tudo na terra, nossa fonte de alegria nesta terra pagã. Mas Deus viu que era necessário nos lembrar de nosso erro.”
O primeiro convertido veio após 6 longos anos. Esforçou-se para aprender a língua e traduzir a Bíblia. Quando foi devastado pela perda da primeira esposa, Ann Judson, ele passou à reclusão. Abriu mão de suas reservas econômicas (cerca de 6 mil dólares) doando tudo para a missão Batista. Pediu que seu salário fosse reduzido para um quarto, recusou o título de doutor honoris causa em teologia e não comia em restaurantes, mas apenas nas dependências da missão Batista.
Todos esses anos de sofrimento e lutas foi recompensado. A igreja cresceu e o evangelho começou a se espalhar para todos os cantos. A alegria de Davi em ver a arca retornando para Jerusalém foi a alegria que Judson sentiu quando viu o fruto do seu penoso trabalho. A igreja batista que remonta à época de Judson é a maior no Myamar hoje com cerca de 3700 igrejas, 617mil membros e 1,9 millhões de afiliados.

Deixe uma resposta